domingo, 21 de março de 2010

Os Benefícios da Música Clássica - Luciano Cesa

OS BENEFÍCIOS DA MÚSICA CLÁSSICA


Desde a antiguidade, a música é utilizada para o bem-estar, elevação espiritual, fins nobres ou terapêuticos. Escritos de mais de 4000 anos na China, Índia, Egito e outros povos relatam isso. Platão (427 a.C.) já afirmava que “A música é o remédio da alma” e que podia transformar o homem e toda a sociedade.

Nos dias atuais comprovam-se, pelas pesquisas científicas, os benefícios que a música clássica, e também músicas instrumentais suaves proporcionam. Elas podem atuar no corpo e mente, como auxiliares no tratamento de várias doenças e também ajudam a melhoram nosso QI .

A música clássica é um meio de restaurar a harmonia do corpo, da alma, e da elevação da nossa consciência. Ela pode ser também auxiliar no combate à negatividade, ao stress e à desequilíbrios psicossomáticos.

A música elevada pode restabelecer a serenidade da mente, pois atua no ritmo e na frequência de nosso corpo. Em ritmos lentos, o corpo escuta-o, e pulsa de acordo com ele, reduzindo o ritmo agitado em que estava. Isso produz um efeito de massagem sonora, diminuindo as tensões.

A boa música atua diretamente no subconsciente, trazendo harmonização e sentimentos elevados, e favorecendo a cura em geral, afirma Dr. Márcio Bontempo. As mudanças que a boa música pode produzir são muito profundas, transcendem a nossa compreensão e podem produzir mudanças até mesmo a nível celular e no DNA, modificando aspectos sutis que desconhecemos.

Também o som de instrumentos musicais como o de pianos, violinos, sopros, etc.., trazem efeitos benéficos para harmonização da saúde física e emocional, de acordo com um estudo realizado pelo psiquiatra inglês, Robert Schauffer.

No Japão, o cientista Dr. Masaru Emoto, realizou uma experiência tocando músicas clássicas próximas à moléculas de água. Em análise microscópica, provou que as moléculas da água se agruparam em forma de belas mandalas. Outra parcela da água, colocada próxima ao som de ritmos de baixa vibração, como o rock, apresentaram formas distorcidas ao serem analisadas no microscópio.

Além dos benefícios citados, certos tipos de música têm um poder adicional de atrair energias elevadas, atuando nos níveis emocional e energético, auxiliando na obtenção de pensamentos e sentimentos elevados.

A música clássica pode também favorecer a um estado de paz, bem-estar e harmonia durante nossas atividades diárias, eliminando padrões negativos de pensamento quando escutadas com frequência. O livro Sons Musicais cita: “A música pode fazer pela alma o que nenhuma atividade perceptível aos sentidos pode realizar” (p.51).

Segundo alguns autores, os grandes compositores teriam sido inspirados a trazer estas melodias que revolucionaram, desde a sua criação, e produziram uma mudança positiva nos padrões desarmônicos vigentes da época.

A Guru e escritora esotérica, Elizabeth Clare Prophet, diz: “Eu alerto a todos que procuram ser verdadeiramente alquimistas do espírito, a procurar as músicas clássicas dos maiores compositores do mundo: Beethoven, Bach, Wagner, Liszt, Mozart (...) e muitos outros.”. (P. Sab. v.13, Nº8)

Estudos constataram que jovens que passaram a escutar músicas clássicas apresentaram melhor capacidade de concentração e aproveitamento nos estudos. O Centro de Pesquisas e Aplicações Psicomusicais da França comprovou o grande efeito benéfico que algumas músicas clássicas produziam como fundos musicais nos ambientes de trabalho. A produtividade aumentou quando passaram a escutar músicas clássicas no trabalho.

Em muitos hospitais dos Estados Unidos utiliza-se a música clássica como auxiliar na cura dos pacientes. As gestantes que escutaram música clássica na gravidez apresentaram uma gestação mais tranquila e os bebês tiveram uma infância mais saudável.

Em experimentos com plantas colocadas ao som de músicas clássicas, constatou-se uma melhora do desenvolvimento das plantas. O mesmo experimento foi realizado com animais, que apresentaram um comportamento positivo à escuta destas músicas, em comparação à outros tipos de ritmos. Enfim existem milhares de experimentos e centenas de livros que atestam estas afirmações.

Se a música clássica traz tantos benefícios, concluímos que a inclusão de sua escuta, no dia a dia, é algo valioso e imprescindível. Devemos, portanto, adquirir este hábito tão saudável a fim de obter uma vida melhor e mais saudável.

Além das músicas clássicas, as valsas vienenses são o ritmo que auxilia na transmutação e energização de pessoas e ambientes. Também são recomendadas ou consideradas neutras, de modo geral (pois há exceções): músicas religiosas, corais, mantras, orientais tradicionais, étnicas, instrumentais suaves, new-age, folclóricas, regionais, marchas, canções populares com letras edificantes; enfim, músicas que elevem a consciência e tragam bem-estar.

De modo contrário, ritmos como o rock, funk e similares; dance e ritmos agressivos atuais, trazem grande nocividade ao corpo e mente, dentre eles; o baixo rendimento escolar, os distúrbios psicológicos e danos à saúde.

As notas-chave podem também ser usadas para relaxamento, ajudando no combate a distúrbios como stress. Sugerimos a escuta de músicas suaves como: Sonata ao Luar; Estrela Vespertina e Parsifal, de Wagner; Ária em G, de Bach; Ave Maria, de Schubert; O Cisne; e tantas outras...

Coloque-se num local apropriado, relaxe e medite, respirando suave e profundamente, durante todo o tempo, com a mente livre de pensamentos. Deixe-se envolver pelas melodias tocadas repetidamente; visualize-se banhado por esta luz sonora que preenche as suas células e o energiza.

Sinta uma profunda sensação de relaxamento, paz e harmonia. Eleve seu pensamento a Deus e visualize-o derramando luz e bênçãos sobre você e sobre as pessoas com quem você convive. Sinta-se envolvido pelo amor Divino, e pelo Espírito Santo, purificando- o, restaurando sua energia e curando-o nos níveis físico e espiritual.

Eleve-se em prece e sinta que esse amor o envolve por completo, em todas as tuas células. Sinta-se uma parte importante da vida; feliz e merecedor de toda a abundância e paz do Universo. Louve e agradeça a Deus por tudo que recebe a cada dia. Permaneça assim por alguns minutos diariamente, meditando pensamentos elevados e visualizando situações positivas em todos aspectos de sua vida.

Com a persistência, estudo e prática, poderemos sentir resultados cada vez melhores. Assim, desejamos que a música o auxilie a obter uma vida com mais paz, harmonia, e com todo o amor e bênçãos que Deus deseja lhe dar.

Luciano Cesa

Você poderá adquirir a Coleção de CD’s
“Clássicos para Elevação” no site EU SOU LUZ:
http://www.grandefraternid/ adebranca. com.br/cd_ nota_chave. htm

10 comentários:

Prof.Harland Roswell disse...

Agradecimentos!

Quando criança ouvia música clássica e lembro que sentia mesmo uma energia muito boa, eu gostava muito. Faz tempo que não ouço uma boa melodia, acho que estou desacostumado. Rock e eletrônico tornaram-se comuns no meu dia a dia.

Excelente prosposta.

José Marcos disse...

Muito bom texto. Eu adoro ouvir músicas Lounge para dormir. Sinto uma sensação ótima ao dormir e, ao acordar, percebo, tb, a paz predominando em meu espírito.
Agora, vou começar a ouvir, tb, músicas clássicas q, com certeza, terei as mesmas boas sensações que a Lounge me trás.
Um fim de ano cheio de alegria e paz a todos. :)

Anônimo disse...

Adorei o seu post, mas devo dizer que a música rock também pode mexer positivamente com o interior de algém, pois nem todas as músicas rock são sonoramente agressivas e o mesmo vale para as musicas eletrónicas. Desde sempre que oiço música clássica e acho interessante que depois de as ouvir adquiro um estado de clarividência cínica que me supreende a mim e aqueles em meu redor. Gosto de a ouvir principalmente porque me ajuda a criar ambientes para histórias que usualmente escrevo e uma concentração especial para estudar matemática e disciplinas que envolvam numeros.

José Carvalho disse...

Quero registrar meu agradecimento por este post. Foi postado no início da Primavera (no hemisfério Norte) e pra mim está servindo bem ao coração como um reinício de uma vida com saúde e prosperidade plena. Há algum tempo eu sentia a necessidade de me harmonizar e após ler este post senti gratidão profunda. Como é bondoso nosso grande Deus em nos dar tão belas Criações que nos elevam. Grato aos irmãos que se empenham em continuar trazendo esta Luz, embelezando nossa existência. Luz Paz e Amor.

José Carvalho disse...

Quero registrar meu agradecimento por este post. Foi postado no início da Primavera (no hemisfério Norte) e pra mim está servindo bem ao coração como um reinício de uma vida com saúde e prosperidade plena. Há algum tempo eu sentia a necessidade de me harmonizar e após ler este post senti gratidão profunda. Como é bondoso nosso grande Deus em nos dar tão belas Criações que nos elevam. Grato aos irmãos que se empenham em continuar trazendo esta Luz, embelezando nossa existência. Luz Paz e Amor.

Carlos sanmartin disse...

Wagner não é musica clássica. Beethoven também não.
E não a nada de moderado na composição desses dois homens. A muito mais conteúdo "destrutivo" em uma sinfonia de Beethoven do que em qualquer punk rock (muito mais simplórios e inofensivos)

Não há suavidade em parsifal e o próprio conceito de melodia é algo inapropriado para falar sobre a obra de Wagner. A mais melodia em uma canção dos beatles do que na obra completa de Wagner.
Admito e recomendo os grandes mestres da musica erudita - esse sim o termo genérico correto a ser usado - porque suas obras atingiram um grau tal de sofisticação que em alguns casos a própria estrutura musical foi rompida para dar origem a algo completamente novo. Essa sofisticação abre espaços em nosso espirito - no sentido grego do termo - e nos predispõe a pensarmos. O rock, a musica eletrônica popular - sim... há musica eletrônica erudita que deixaria alguns de cabelos em pé - e os gêneros mais recentes de musica popular são uteis sim ao espirito. Toda uma nova forma de pensar encontra ecos e formas de se mostrar através deles. Toda uma geração encontrou no rock uma forma de ser vista e ter suas angustias ouvidas. O mesmo não se pode dizer de musica "new age" e seus similares, que em sua grande maioria são rascunhos pobres de tradições musicais interessantes e importantes que chegam aos ouvidos ocidentais e contemporâneos já pasteurizadas e sem qualquer valor agregado, alimentando ainda mais o preconceito das novas gerações com a musica de outros povos e outros tempos.

Cuidado com esse tipo de composição oportunista que parece ter alguma função "espiritual", mas só tem como objetivo destruir o senso critico de todos e criar novos consumidores de lixo pseudo cultural. Exija musica boa, musica difícil, que faça pensar e nos crie duvidas. É a duvida e não a certeza que nos conduz a deus.

Carlos sanmartin disse...

O que a de suave na 5° sinfonia de Beethoven?

Lord Julio disse...

Existem sim músicas boas dos novos gêneros.Escutem I am da banda Theocracy e verão como o Rock pode sim ser usado para coisas boas.

Anônimo disse...

[Carlos sanmartin] São clássicas sim ,por serem muito antigas.

Ruan Carlos Silva disse...

Muito bom o seu texto! Um convite com vários argumentos positivos para as pessoas conhecerem deste bom hábito. Parabéns!